Quartas, às 24h, na TV Brasil
(Canal 2, 18 NET, 166 SKY)
DIRETO DO TWITTER: 

Assista aqui o último programa na íntegra!
Natália Lage entrevista o documentarista, roteirista, diretor e montador Pedro Asbeg.
Programa - 032/928 - 20-01-16
REVISTA - Ofício de Mãe – Histórias que Ficam

Ao narrar a saga de Iramaya Benjamin, mãe de dois filhos presos e torturados pela ditadura civil-militar brasileira, Ofício de Mãe, dirigido por Carlina Benjamim, discute a problemática da emancipação feminina na década de 1960, a partir de uma abordagem ainda inédita em nossa cinematografia. Entrelaçando três gerações, a de Iramaya, a de dos filhos militantes e a da neta realizadora, por meio de uma estrutura narrativa epistolar e do uso de um rico material de arquivo, o documentário busca lançar luz sobre a transformação existencial de uma mulher que, na luta pela libertação de seus filhos, deixou o mundo privado em direção à política – sem nunca deixar de se questionar.

Ela foi fundadora do Comitê Brasileiro pela Anistia (CBA). Carioca, Iramaya Benjamin viu sua vida se transformar na luta pela anistia, ou seja, o perdão aos presos políticos do período. Depois do exílio do primeiro filho, e a prisão por longos cinco anos do mais novo, apesar dele ser menor de 18 anos, Iramaya formou um grupo de parentes de presos para organizar o comitê. À frente dele, ela liderou passeatas, manifestações e realizou palestras contra a ditadura. O documentário busca remontar a história desta dona de casa, mãe e militante política, que fez história e lutou pelos direitos humanos no Brasil.

Ofício de Mãe faz parte da segunda edição do Histórias que Ficam, programa da Fundação CSN para o fomento e difusão do documentário brasileiro.


REALIZAÇÃO
image
EQUIPE
REVISTA DO CINEMA BRASILEIRO é uma produção independente, em co-produção com a TV pública brasileira - TV Brasil, focada na diversidade do audiovisual brasileiro.
APOIO TÉCNICO


Desenvolvido por HERCULA