Quartas, às 24h, na TV Brasil
(Canal 2, 18 NET, 166 SKY)
DIRETO DO TWITTER: 

Assista aqui o último programa na íntegra!
Natália Lage entrevista o documentarista, roteirista, diretor e montador Pedro Asbeg.
Programa - 007/903 - 25-07-15
REVISTA - Mais do que eu possa me reconhecer

“Uma solidão de oitocentos metros quadrados, em que o espelho já não lhe basta. Um artista plástico descobre na video-arte uma companheira inseparável. Darel não gosta de fazer cinema”. dessa forma do diretor Allan Ribeiro resume seu mais recente trabalho, Mais Do Que Eu Possa Me Reconhecer, mais que um filme, um encontro entre um artista plástico e um cineasta.

Allan trás um toque de humanidade e simplicidade num estético, de ponto de partida para questões que se revelam muito mais sofisticadas, a começar pelo imediatismo e desapego das imagens de hoje, das câmeras digitais que filmam e deletam quase que no mesmo instante, um descarte que, no entanto, é guardado por uma câmera que filma a tela de outra câmera. Ao filmar o senhor Darel, protagonista de Mais do que eu possa me reconhecer, direcionando sua pequena câmera digital para a lente da câmera deste documentário – e, em certo, sentido, para nós, espectadores – para em seguida deletar, Allan sintetiza com admirável casualidade a reapropriação e resignificação de imagens. O filme foi o vencedor da Mostra de Cinema de Tiradentes em 2015.


REALIZAÇÃO
image
EQUIPE
REVISTA DO CINEMA BRASILEIRO é uma produção independente, em co-produção com a TV pública brasileira - TV Brasil, focada na diversidade do audiovisual brasileiro.
APOIO TÉCNICO


Desenvolvido por HERCULA