Quartas, às 24h, na TV Brasil
(Canal 2, 18 NET, 166 SKY)
DIRETO DO TWITTER: 

Assista aqui o último programa na íntegra!
Natália Lage entrevista o documentarista, roteirista, diretor e montador Pedro Asbeg.
Programa - 100/810 - 26-05-12
REVISTA - Vamos fazer um filme

René Sampaio é inquieto. Sua primeira investida na carreira artística é como ator, logo a seguir, vemos sua incursão pela direção dentro do imediatismo capitalista da propaganda, para a partir daí, cair na estrada do longa-metragem. Tudo isso o faz rápido e sensível, tanto ao universo dos atores quanto ao de produção e realização. Sua busca refaz trajetórias de sonhos e desperta em todos nós, o idealismo alcançado. Como muitos espectadores, René tinha a banda Legião Urbana como uma de suas favoritas, e bastou ouvir Faroeste Caboclo, para que sua cabeça ebulice em idéias e assim, ele idealizou o filme.

Ao encontrarmos o diretor, podemos entender, ao acompanhar seu olhar, a forma como a letra de Renato Russo, deixou lembranças muito íntimas e a vontade de contar o que o herói João do Santo Cristo viveu. São imagens muito fortes plantadas nos anos 80. Desde uma infância de miséria até seu rumo ao Planalto Central, que culmina em sua morte. Parece ser desagradável para o leitor, contar a saga e o fim do filme que estamos abordando, mas em verdade, é uma estória há muito conhecida por todos nós, até por àqueles que não viveram o apogeu de uma banda tão consagrada e inesquecível. O grande desafio do diretor foi contar tudo isso a partir de sua identificação, imagem e olhar para essa música tão singular e tão popular.

Um dos grandes pilares do cinema é a apropriação do que se é colocado na tela, Sampaio faz isso com naturalidade e desempenho, conversando em sua casa, em meio a livros e prêmios de cinema, compreendemos o amor pelo cinema, pela música e a importância de comunicar para o diretor. As palavras escritas e cantadas por Renato Russo ecoam durante a entrevista. Os graves da voz de René se misturam às lembranças dos graves do vocalista da Legião. Como o cinema e a música se completam.

Espectadores do Revista do Cinema Brasileiro, posso lhes garantir que ao assistirem as imagens da realização do filme, dos cenários, dos atores e da entrevista concedida, a vontade de assistir a obra nas telas do nosso país aumentará, se não chegou ainda, virá. São reflexo de paixão, suor, ouvidos e olhos atentos da geração coca-cola.


REALIZAÇÃO
image
EQUIPE
REVISTA DO CINEMA BRASILEIRO é uma produção independente, em co-produção com a TV pública brasileira - TV Brasil, focada na diversidade do audiovisual brasileiro.
APOIO TÉCNICO


Desenvolvido por HERCULA