Amácio Mazzaropi é sem dúvidas, um importante nome do cinema Brasileiro. O paulistano, nascido no bairro Santa Cecília, começou cedo no mundo das artes, quando aos 14 anos, saiu da casa do pai para acompanhar a trupe circense La Paz.  Já nessa fase do circo, Mazzaropi começou a interpretar personagens com trejeitos e falas típicas dos “caipiras” brasileiros. Em 1946, Mazzaropi passou a compor o elenco do programa “Rancho Alegre”, transmitido pela Rádio Tupi, do Rio de Janeiro.

No início dos anos 50, Mazzaropi estreou nos cinemas interpretando o personagem Isidoro Colepicola em “Sai da frente”.  Produzido pelos estúdios Vera Cruz, onde Mazzaropi ainda participou de outros filmes como “Nadando em dinheiro” e “Candinho”. Por problemas financeiros, em 1957, a Produtora Vera Cruz encerrou suas atividades.

Mantendo sua paixão pelo cinema viva, Mazzaropi reuniu os próprios recursos pra criar em 1958, a “Produções Amácio Mazzaropi – Pam Filmes”, uma produtora independente que no mesmo ano lançou “Chofer de praça”, protagonizado por Mazzaropi. Depois desse, o artista produziu e estrelou diversos outros títulos, sempre mostrando com bom humor a simplicidade do “jeca”. Amácio Mazzaropi faleceu em junho de 1981 na cidade de São Paulo, vítima de um câncer na medula. Mazzaropi foi enterrado no interior de São Paulo, na cidade de Pindamonhangaba. Em seu legado, o ator e empresário do audiovisual, deixou o trabalho realizado na criação da Pam – Filmes e um currículo com 34 títulos.