Revista do cinema brasileiro

Dedicado aos amantes de cinema.

Author: revistadocinemabrasileiro

A Estreia do Brasil no Oscar

O Cinema Brasileiro possui entre animações, documentários, curtas e longas-metragens, produções de alta qualidade e clássicos na história do cinema nacional e internacional. Apesar de ainda não ter ganho uma estatueta no Oscar, a primeira indicação ao trabalho de um brasileiro aconteceu em 1945. Concorrendo na categoria de melhor canção com “Rio de Janeiro” composta pelo brasileiro Ary Barroso e o compositor norte-americano Ned Washington, a música era um dos temas no musical “Brazil” de 1944. O longa foi dirigido pelo norte-americano Joseph Stanley e produzido pela Republic Pictures.

A composição vencedora na categoria de melhor canção foi “Swinging on a Star” de Jimmy Van Heusen e Johnny Burke. Ainda assim, a indicação do trabalho de um brasileiro marcou a história da música e do cinema nacional. Anos depois outros artistas brasileiros tiveram indicações como na categoria de melhor filme estrangeiro, com “O Pagador de Promessas”, de Anselmo Duarte, em 1963 e com “O Quatrilho” , de Fábio Barreto em 1996, “O Que É Isso, Companheiro?”, de Bruno Barreto em 1998, e Central do Brasil, de Walter Salles em 1999. Na edição do Oscar 2020, “Democracia em Vertigem” representou o Brasil, concorrendo pela categoria de melhor documentário, vencida por “Indústria Americana”.

Mercado do Audiovisual é Afetado pelo COVID-19 no Brasil e no Mundo

A Pandemia do novo coronavírus afetou a rotina e o planejamento de diversas empresas e profissionais para o ano de 2020. Além da preocupação evidente com a saúde de todos, especialmente da parcela da população que se enquadra no grupo de risco, diversos eventos como lançamento de filmes e premiações foram adiados, com o objetivo de seguir a recomendação de evitar aglomerações.

Alguns que tiveram sua data modificada são:

Oscar de Bollywood – a versão indiana de Hollywood teria sua noite de premiações programada para o dia 27 de março, com o risco da propagação do vírus na Índia, um dos países mais populosos do mundo, o evento teve que ser adiado e por enquanto, a organização do evento ainda não divulgou nova data.

Lançamento do filme que narra a história e Suzane Von Richthofen – Um dos lançamentos do cinema brasileiro previsto para esse ano conta a chocante história da jovem que planejou o assassinato dos próprios pais. Com data de lançamento prevista para 02 de abril, os produtores do filme optaram pelo adiamento do lançamento que segundo eles, será agendado para uma nova data, ainda este ano.

Cinema internacional – diversas produções do cinema mundial tiveram suas datas de lançamento adiadas, entre eles ‘007 – Sem tempo para morrer’, ‘Velozes e furiosos 9’, ‘Mulan’, ‘Novos mutantes’ e ‘Espíritos obscuros’. Além disso, a gravação de filmes, séries e novelas no Brasil e no mundo tiveram suas gravações suspensas, prezando pela saúde do elenco e equipe de produção.

A expectativa é de que em semanas a rotina em diversos setores, incluindo o audiovisual retorne gradativamente às atividades, produzindo e lançando para o grande público obras aguardadas entre seus fãs.

Cinemateca Brasileira

Histórico

A Cinemateca Brasileira teve sua origem no início da década de 40, quando Paulo Emílio Sales Gomes, um historiador, professor e critico de cinema, junto com Décio de Almeida Prado, professor universitário e critico de teatro, e  Antonio Candido de Mello e Souza sociólogo, critico literário e professor universitário criaram o primeiro clube de cinema de São Paulo. O clube tinha como objetivo realizar projeções e propor analises e debates sobre a sétima arte. Cerca de um ano após sua criação o clube tem suas atividades encerradas por conta de repressão militar da época, a ditadura do Estado Novo, que vigorou de 1937 à 1945.

Passado o período da Era Vargas, em 1946,  um grupo formado por profissionais do audiovisual e literatura composto por Francisco Luiz de Almeida Salles, Rubem Biáfora, Múcio Porphyrio Ferreira, Benedito Junqueira Duarte, João de Araújo Nabuco, Lourival Gomes Machado e Tito Batini, criou o segundo clube de cinema da cidade de São Paulo. Alguns anos depois, o clube firmou parceria com o Museu de Arte Moderna de São Paulo, com a função de criar uma filmoteca para o museu, o acordo durou até 1956, quando foi criada oficialmente a Cinemateca Brasileira.

Com dificuldades financeiras e incêndios que comprometeram boa parte de seu acervo, a equipe da Cinemateca Brasileira teve uma série de obstáculos para prosseguir com o projeto. Em 1988 Jânio Quadros, o prefeito da época, cedeu à instituição as instalações de onde havia funcionado o Matadouro Municipal de São Paulo. Após nove anos de reforma a Cinemateca Brasileira é estabelecida no local na Vila Clementino e as instalações são tombadas pelo Condephaat e pelo Conpresp.

Em 2018, o Ministério da Educação e o Ministério da Cultura estabelecem um acordo com duração de três anos, passando a administração integral da Cinemateca Brasileira para o Acerp, uma organização social que presta serviços para o MinC.

O Trabalho da Cinemateca Brasileira

A Cinemateca Brasileira possui o importante papel de preservar e divulgar as produções audiovisuais brasileiras. Seu acervo é o maior da América-Latina e é composto por rolos de filmes, fotos, cartazes, roteiros e livros.

Sua sede conta com 3 espaços para exibição de filmes, a Sala Cinemateca/Petrobras, a Sala Cinemateca/BNDES e a área externa. Ao público a Cinemateca Brasileira oferece uma programação com exibição de filmes, palestras e debates sobre temas relacionados ao mercado do audiovisual nacional e internacional, além de contar com uma biblioteca disponível para visitas de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h e da possibilidade de realizar visitas monitoradas pelas instalações, mediante agendamento prévio através do site.

Área de Exibição Externa Cinemateca Brasileira

 

Fonte: cinemateca.org.br

Cinemateca Brasileira – Vídeo

Fonte: Band Jornalismo

Vila Mariana

Umas das maiores cidades do mundo, está localizada no Brasil, esta cidade é São Paulo, a capital da América Latina para negócios, turismos, lazer, entretenimento, compras e cultura. São Paulo é uma cidade incrível, que possui uma diversidade cultural admirável. São Paul oferece muitos serviços de qualidade, atraindo milhares de pessoas de outras partes do Brasil e do mundo. Um bairro paulistano que concentra uma gama de serviços de muita qualidade, é o bairro da Vila Mariana, na zona sul da capital paulista, um lugar que oferece uma boa qualidade de vida a seus moradores e visitantes, é um bairro bastante conhecido por ter muitas árvores e pela tranquilidade das pessoas. O bairro Vila Mariana está bem próximo da Av. Paulista, um dos pontos financeiros e turísticos da cidade de São Paulo. O bairro é conhecido pela fácil mobilidade de acesso, principalmente para quem utiliza o transporte público, a região é atendida pelas Estações de Metrô Vila Mariana e Ana Rosa, e muitos moradores e visitantes diários, se locomovem por meio dos ônibus do Terminal Vila Mariana. Grandes instituições de ensino público e particular, também estão localizados na Vila Mariana, como a ESPM, Belas Artes, além de diversos colégios. A Vila Mariana também concentra muitas opções para práticas de atividades físicas, como academias e várias instituições que incentivam práticas esportivas. Um outro fato que deixa o bairro da Vila Mariana em evidência, é a diversidade de bares e restaurantes espalhados por todas as regiões do bairro, lugares muitos tradicionais, que estão sempre lotados, e que oferecem uma gastronomia variada e bem aprazível para todos os paladares, além de oferecem uma grande variedade de bebidas, para todos os gostos. Um lugar cultural bem interessante para e visitar no bairro da Vila Mariana, é a Cinemateca, que conta com um acervo enorme de filmes e possui atrações todas as semanas, para todas as idades. Outro fato que valoriza o bairro, é a grande variedade de centros comerciais, galerias, lojas e shoppings, que oferecem de tudo, desde de roupas, calçados, utensílios para o lar, pet shops, e o que mais você precisar, você encontra na Vila Mariana.

História das Artes

Com o passar dos anos, o ser humano foi construindo sua história e junto com ela nasceram os costumes e as culturas que possuímos até hoje.

A chamada “arte” pode ser definida como uma atividade humana que retrata certos acontecimentos e momentos históricos, até hoje a arte é considerada o melhor meio do ser humano expressar seus sentimentos e pensamentos.

As “artes” ou “Belas-artes” ganharam força no fim do século 18 na Europa, com isso a definição de artes plásticas começou a tomar forma.

Mas afinal, se o cinema é considerada a 7ª Arte, quais são as outras 6? Nessa postagem nós vamos te contar quais são elas.

O conceito também pode se referir a uma estilização expressiva de cores e modos, contudo, podemos dizer que as belas-artes são:

  • Dança
  • Escultura
  • Pintura
  • Música
  • Literatura
  • Teatro
  • Cinema

    Que você é um apaixonado por cinema nós já temos certeza, mas você já adotou alguma das outras “belas-artes” ao seu cotidiano?

    Conta aqui pra gente, estamos curiosos para saber.

Festival de cinema ao ar livre

Quem nunca quis namorar em meio a um parque vendo um filme de romance?

A ideia de cinema ao ar livre remete aos filmes norte americanos dos anos 90, onde os namorados estacionavam seus carros e assistiam os mais diversos filmes.

Mas você sabia que essa moda também pegou no Brasil? Claro que em menor proporção.

Ir ao cinema já é muito bom e renova nossas energias, mas já pensou ir ao cinema dentro de um parque?

É isso mesmo que você acabou de ler!

O parque do Ibirapuera disponibilizou a restauração e exibição de algumas obras de época em parceria a 42a Mostra Internacional de Cinema.

Unindo a natureza com a cultura.

Muito bacana, né?
Nada melhor do que respirar ar puro e ver um bom filme na companhia de quem você tanto gosta.

Você acha que mais parques deveriam adotar esse projeto? Ou melhor, na sua cidade existem projetos que estimulam a cultura e o bem-estar? Deixe abaixo sua opinião sobre esse assunto.

Deficiências físicas e superação

Você alguma vez já imaginou não poder andar ou até mesmo não enxergar?
Infelizmente, essa é a realidade de muitas pessoas que são portadoras de deficiências físicas.

Essas pessoas sofrem muito para inserir-se-a sociedade e isso é um dos principais fatos que as motivam a se superar diariamente, por isso devem ser respeitadas.

Mas afinal, quais são as principais dificuldades de um portador de deficiência física?

Além do grande problema de acessibilidade, as dificuldades existem para praticar atividades de lazer ou ate mesmo para ter uma fonte de renda, sem contar que infelizmente os deficientes precisam enfrentar todo preconceito que faz parte de nossa cultura.

O que muitos não sabem é que as pessoas que não tem a visão,passam a ter uma maior percepção em outros sentidos e se destacam no mercado de trabalho.

Ficou curioso pra ver uma história assim na prática, né?

Fica tranquilo que a gente vai te indicar um ótimo filme que retrata essa realidade:

Massagem Cega, obra dirigida por Lou Ye.

A história do filme retrata a realidade de um jovem que perdeu a visão durante a sua infância e enfrentou muitas dificuldades para tornar-se um massagista.

O resto a gente deixa você descobrir durante o filme, ok?

Para saber mais: O projeto Arte do Toque atualmente emprega diversos massagistas com deficiências visuais. Esses profissionais realizam visitas em organizações promovendo a saúde e o bem estar.

5 capitais brasileiras que mais vão ao cinema

Quer descobrir quais são as 5 capitais brasileiras que mais vão ao cinema? A gente te conta

Você é daqueles que não perdem uma boa estreia que já corre pra comprar o seu ingresso? Nós também, por isso nessa postagem vamos te contar quais são as 5 capitais brasileiras que mais frequentam o cinema em todo o Brasil.

Para alguns brasileiros não passa de um hobbie, mas para boa parte da população é uma paixão.

Sem duvidas o cinema é uma das maiores paixões do povo brasileiro.

E também pudera, atualmente o Brasil figura entre os 10 maiores mercados de cinema de todo mundo, e é um dos países que mais trazem bilheteria para as superproduções norte americanas e europeias segundo a MPAA (Motion Picture Association of America).

Confira agora a lista dos estados brasileiros que mais vao ao cinema:

* São Paulo
* Rio de Janeiro
* Minas Gerais
* Paraná
* Rio Grande do Sul
* Santa Catarina
* Goiás
* Bahia
* Ceará
* Pernambuco

Para saber mais: A cidade de São Paulo abriga cerca de 1/3 de todas as salas de cinema do Brasil e consequentemente recebendo o maior número de expectadores.

Powered by WordPress & Theme by Anders Norén